Sonho Rápido de Abril

As ambulâncias se calaram
as crianças suspenderam a voracidade batuta
dois versos deliraram por detrás dos túneis
moleza nos joelhos
mão de ferro nos peitinhos
tristeza suarenta, locomotiva, fútil
patinho feio
soldadinho de chumbo
manto de jacó, escada de jacó
sete anos de pastor
estrela demente desfilando na janela
de repente as ambulâncias estancaram o choro
voraz dos bebês.

Esse poema Ana Cristina retrara muito bem a triste realidade da ditadura militar
,onde ela fala do choro de crianças,do cansaço das pessoas inocentes que tinham que correr muito ,da tristeza por aquilo que as pessoas estavam passando e do barulho constante das ambulâncias para resgatar pessoas atingidas durante todo o conflito.
Ele me chocou bastante ,pois através dele pude perceber a triste realidade da ditadura militar,também me impressionei muito pela forma simples que a Ana expressou toda a agonia em apenas 13 versos!Espero que vocês gostem ! ;*

Postado Por : Andressa Raissa 9º ano F

2 comentários:

Joaquim disse...

Esse foi um dos poemas da Ana C. que me impressionou bastante por ela retratar de forma tão realista e tão crua a realidade da ditadura militar!Parabéns pelo Blog

Ana Luisa,Andressa Raissa,Eduarda Dayse,Geovanna Karla,Isabelle Laís,Maria Karolina eTatianne Matos 9º ano F disse...

Andressa eu amei a sua postagem concordo com voce e acho que esse poema retrata mesmo a ditadura mas de modo simples assim como todos os outros poemas.
Na minha opinião além dela falar do choro das crianças da agonia dos inocentes.. eu também acho que ela fala da censura no verso "soldadinho de chumbo".Pra mim esse verso quis falar sobre como era dominante o governo ditadorial e como ele impedia as pessoas de serem independentes. Adorei a sua postagem. ;*
Comentado por: Tatianne Matosd nº 43 turma F

Postar um comentário

About